capture-20170123-102616

 

Uma descoberta inédita sobre pressão arterial descontrolada, o sal não causa elevação considerável da pressão arterial.

 

O estudo trouxe informações que mostra que o sal NÃO é o principal vilão da elevação da pressão arterial.

Uma das principais causas pelo aumento de sua pressão se deve a insensibilidade a leptina, e não é só isso.Você provavelmente já ouviu falar da dieta para baixar pressão arterial, que é reivindicada a ser entre as mais eficazes para controlar a hipertensão. Ela se consiste em grande parte NÃO comer alimentos com sal e baixo teor de gordura e muito baixo teor de sódio e também baixo consumo em açúcar e frutose . Pessoas que fazem uso da dieta DASH tendem a mostrar hipertensão reduzida, a razão para isso segundo a pesquisa realizada não pode ser apenas a redução do sal, mas a redução do açúcar revelou o estudo.

O mesmo vale para redução a sua ingestão de alimentos processados, que são fontes de sal altamente processado e açúcar / frutose. Em uma nova avaliação na revista Open Heart , os autores também argumentam que o alto consumo de açúcares adicionados na dieta em toda América pode ser mais forte e diretamente associada com a pressão arterial elevada do que o consumo de sódio, tudo que até agora foi falado pela mídia e alguns entidades e universidades caiu por terra.

Um estudo norte americano mostrou que: 

"Evidências de estudos epidemiológicos e experimentais em animais e humanos sugerem que os açúcares adicionados, particularmente a frutose, podem aumentar a pressão arterial e a variabilidade da pressão arterial, aumentar a freqüência cardíaca e a demanda de oxigênio miocárdico e contribuir para a inflamação, resistência à insulina e disfunção metabólica mais ampla.blood_vessel

Assim, embora não haja nenhum argumento de que as recomendações para reduzir o consumo de alimentos processados ​​sejam altamente apropriadas e aconselháveis, os argumentos nesse estudo são de que os benefícios de tais recomendações podem ter menos a ver com o sódio - Relacionados ao risco cardiovascular - e mais a ver com carboidratos altamente refinados ".

Eles realizaram aplicação em dois grupos de 3.640 pessoas, esses dois grupos foram divididos um que consumiam açucares e carboidratos e outro grupo sal de mesa, então o estudo de 2010 que mostrou consumir uma dieta de alta frutose levar a um aumento da pressão arterial de cerca de 7mmHg / 5mmHg, que é maior do que o que normalmente é visto com sódio (4mmHg / 2mmHg), isso é, o açúcar é sim O PRINCIPAL ativador de sua pressão arterial elevada.

De acordo com os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC), 1 em cada 3 adultos Brasileiros (cerca de 70 milhões de pessoas) têm pressão arterial elevada. Cerca de metade têm pressão arterial alta não controlada, o que aumenta o risco de uma série de graves problemas de saúde, incluindo:

  • Doença cardíaca
  • Acidente vascular encefálico
  • Doença renal
  • O declínio cognitivo, demência e doença de Alzheimer

Globalmente, mais de 1 bilhão de pessoas luta com a pressão arterial elevada, e a prevalência quase dobrou nas últimas quatro décadas.

Um vídeo relevador mostra como um homem de 56 anos reverteu sua pressão em menos de 29 dias, veja o vídeo AQUI.

Em geral, os homens tendem a ter pressão arterial mais elevada do que as mulheres, e enquanto os países de alta renda têm visto um declínio significativo na hipertensão.

Em todo o mundo, a pressão arterial elevada causa quase 13% de todas as mortes, ou cerca de 7,5 milhões de mortes por ano.

Você tem pressão alta?

A leitura da pressão arterial tem dois números. O número superior ou primeiro é a leitura da pressão arterial sistólica. O número inferior ou segundo é a sua pressão diastólica. Por exemplo, uma leitura da pressão arterial de 120 sobre 80 (120/80) significa que você tem uma pressão arterial sistólica de 120 e uma pressão arterial diastólica de 80.

Sua pressão sistólica é a pressão mais alta em suas artérias. Ocorre quando seus ventrículos se contraem no início do ciclo cardíaco. Pressão diastólica refere-se à menor pressão arterial, e ocorre durante a fase de repouso do seu ciclo cardíaco. O ideal é que sua pressão arterial deve ser cerca de 120/80 sem medicação.

Se você tem mais de 60 anos, sua pressão sistólica é o fator de risco cardiovascular mais importante. Se você tem menos de 60 anos e não tem outros fatores de risco para doenças cardiovasculares, acredita-se que sua pressão diastólica seja um fator de risco mais importante.

De acordo com as diretrizes emitidos pelo Comité Misto Nacional (JNC) de Prevenção, Detecção, Avaliação e Tratamento da Pressão Arterial Elevada em 2014, as seguintes classificações de pressão arterial são usados para determinar se você pode sofrer de hipertensão:

Classificação da pressão arterialPressão Sistólica (mmHg)Pressão Diastólica (mmHg)

Normal

<120

<80

Pré-hipertensão

120-139

80-89

Estágio 1 Hipertensão

140-159

90-99

Estágio 2 Hipertensão

≥160

≥100

 

 A fim de efetivamente tratar e recuperar da pressão arterial elevada, é importante compreender a sua causa, que na grande maioria das vezes está relacionada com o seu corpo a produzir insulina e leptina em excesso em resposta a uma dieta rica alo em açucares não falo basicamente e exclusivamente em doces. À medida que seus níveis de insulina e leptina aumentam, isso faz com que sua pressão arterial aumente. Eventualmente, você pode tornar-se insulina e / ou leptina resistente revelou o estudo.

Você viu?, um vídeo relevador mostra como um homem de 56 anos reverteu sua pressão em menos de 29 dias, veja o vídeo AQUI.

 

 

 

Fonte do artigo:

logos
rodapé